Governo é contra cumprimento de acordo sobre uso da água da Heineken em Alagoinhas

0 571

Agência Nacional de Mineração pediu ao Ministério das Minas e Energia que cassasse todas as autorizações dadas à cervejaria

O Governo Federal, por meio da Advocacia Geral da União (AGU) e do Ministério das Minas e Energia (MME), entrou na briga por uma fonte de água utilizada pela cervejaria Heineken na fábrica em Alagoinhas, norte da Bahia.

No fim do ano passado, uma decisão tomada em 2015 que dava o direito do empresário Maurício Britto Marcellino da Silva de explorar o subsolo, foi confirmada pela Agência Nacional de Mineração (ANM). Na última semana, a ANM pediu ao ministério que cassasse todas as autorizações dadas à cervejaria.

Na ocasião, o MME informou que o ofício já havia sido entregue à Secretaria de Geologia e Mineração, contudo, “ainda deverá seguir o fluxo de análise das áreas técnica e jurídica antes de ser dado o parecer final do MME”.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, apesar da decisão favorável ao empresário, a AGU entrou no caso. Há mais ou menos dois meses, o órgão entrou com uma petição alegando não concordar com o acordo feito com a agência para que a decisão fosse cumprida. Os detalhes da ação não foram revelados.

Mesmo com as ações em relação à utilização da água, a Heineken sempre afirma que “não há qualquer possibilidade de fechar sua unidade” na Bahia.

*bahia.ba

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...