Grupo Globo termina semana com pelo menos 40 jornalistas demitidos; VEJA LISTA

0 7.442

De 3 a 6 de abril de 2023, ao menos 40 funcionários foram demitidos do Departamento de Jornalismo do Grupo Globo. Os cortes foram realizados em g1, GloboNews, TV Globo e afiliadas. Entre os trabalhadores desligados estão jornalistas com anos de empresa, como César Galvão, Marcelo Canellas e Giuliana Morrone.

De acordo com o site Notícias da TV e o portal UOL, o motivo da demissão em massa seria o alto valor dos salários desses funcionários. Os desligamentos foram realizados nas áreas de reportagem, produção, cinegrafia, edição, apuração, fotografia, direção e apresentação.

Eis a lista dos profissionais desligados pela emissora nesta semana até esta sexta-feira (07):

Ana Paula Mendes – âncora da InterTV, afiliada em Cabo Frio (RJ);
César Galvão – repórter da Globo em São Paulo;
Celso Fontão – coordenador do Jornal da Globo, em Brasília;
Fabio Turci – repórter da Globo em São Paulo;
Fábio William – âncora do DF1, em Brasília;
Giuliana Marrone – apresentadora da Globo em Brasília;
Márcia Witczak – editora local e apresentadora da agenda cultural no DF1, em Brasília;
Marcia Correa – editora-chefe do Bom Dia São Paulo;
Emilene Silva – editora do Jornal Hoje;
Lúcia Carneiro – editora da GloboNews em Brasília;
Sávio Ladeira – repórter e editor do g1 em São Paulo;
Marta Cavallini – repórter do g1 em São Paulo;
Olivia Henriques – repórter do g1 em São Paulo;
Edmundo Silva – repórter do g1 em São Paulo;
Dennis Barbosa – editor do g1 em São Paulo;
Thaís Itaqui – repórter de Reportagens Especiais na GloboNews;
Anna Karina Bernardoni – chefe de programas e supervisora-executiva de projetos especiais na GloboNews;
Marcelo Canellas – repórter do Fantástico;
Eduardo Tchao – repórter da TV Globo no Rio de Janeiro;
Flávia Jannuzzi – repórter TV Globo no Rio de Janeiro;
Luciana Osório – repórter da Globo no Rio de Janeiro;
Mônica Sanches – repórter da Globo no Rio de Janeiro;
Jorge Espírito Santo – diretor do Fantástico;
Arthur Guimarães – produtor do Núcleo Investigativo da Globo;
Marcos Serra Lima – fotógrafo do g1 Rio;
Alba Valéria Mendonça – repórter do g1 Rio;
Rodrigo Melo – operador de mídia da Globo;
Elza Gimenez – apuradora da Globo no Rio de Janeiro;
Carlos Eduardo Bauer – editor do Jornal Nacional no Rio de Janeiro;
Eliane Maria – produtora da Globo no Rio de Janeiro;
Jô Mazzarolo – diretora de Jornalismo da Globo no Recife;
José Carlos Azevedo – chefe cinegrafista da Globo no Rio de Janeiro;
Juarez Passos – chefe de Produção da Globo no Rio de Janeiro;
Marcelo Moreira – diretor de Jornalismo da Globo em Belo Horizonte;
Luiza Silvestrini – produtora da Globo no Rio de Janeiro;
Helio Alvarez – gerente de Imagem e Áudio da Globo;
Felipe Vasquez – editor-chefe digital da GloboNews;
Cadu Velloso – chefe da GloboNews em São Paulo;
Fernando Gueiros – diretor de Projetos de Tecnologia no Jornalismo da Globo;
Leila Sterenberg – apresentadora da GloboNews.
 

A Fenaj (Federação Nacional de Jornalistas) e sindicatos de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal anunciaram em comunicado que entraram com ação conjunta contra as demissões. As organizações reivindicam reunião em “caráter urgente”.

“Não basta realizarmos as notas de repúdio contra as demissões. Iremos nos organizar com a categoria para resistir coletivamente às demissões e garantir dignidade a todas e todos os profissionais da Globo”, disse Thiago Tanji, presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

Terra Brasil com informações de Poder 360

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...