Caso comprovada eficácia, Bahia vai produzir 50 milhões de doses da vacina russa

0 150

Até a vacina contra a Covid-19 chegar à população do Hemisfério Sul ela, em um primeiro momento, será utilizada para imunizar a população da Europa e dos Estados Unidos, segundo a avaliação de Fábio Vilas Boas, titular da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). 

Em entrevista à TV Bahia, na manhã desta sexta-feira (11), o secretário informou, contudo, que o acordo firmado entre a Bahia e a Rússia pode ajudar o Brasil a não ficar atrás nessa corrida mundial pela proteção contra o vírus. A Bahia pode chegar a produzir 50 milhões de doses, o que ajudaria na imunização de 1/4 da população brasileira.

O estado firmou nesta semana um acordo de confidencialidade que dá início ao processo de aprovação da utilização das doses da Sputnik V em testes de eficácia. Caso seja aprovada e os ensaios atestem resultado, a Bahia será o único estado autorizado a produzir a vacina em território nacional por meio da Bahiafarma.

“Não terá vacina suficiente para vacinar todos do planeta e nós aqui do Hemisfério Sul, que temos nosso inverno no meio do ano, seguramente vamos receber a vacina em um segundo momento após vacinarem toda a Europa e EUA. Foi muito importante essa atuação do nosso governador Rui Costa capitaneando esse processo junto ao Fundo de investimento Russo e garantindo, através de um acordo, o acesso prioritário ao Brasil”, disse Fábio.

O governador Rui Costa também anúncio o resultado da parceria com os russos em suas redes sociais. “Estou muito feliz pelos acordos que firmamos. Acredito na ciência e estou confiante nos resultados. É mais um importante passo dado para salvar vidas humanas, mas ainda precisamos contar com o seu apoio. Evite aglomerações, use máscaras e não se esqueça de higienizar as mãos”, escreveu.

Fonte: BNews

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...