Em vídeo emocionante, Lima Duarte fala sobre morte do ator Flavio Migliaccio: “eu te entendo”

0 108

A morte do ator Flavio Migliaccio, na última segunda-feira (4), pegou muita gente de surpresa, principalmente após ter sido apontado que houve suicídio, por causa de uma carta deixada por ele no local onde foi encontrado. Nacionalmente conhecido por seus trabalhos, Migliaccio foi homenageado por diversos colegas de profissão.

Mas, nesta terça-feira (5), uma homenagem deixou muita gente emocionada. Em um vídeo de quase cinco minutos, o também ator Lima Duarte faz um desabafo sobre a morte do colega. “Eu te entendo, Migliaccio, porque eu, como você, sou do Teatro de Arena, com Paulo José, Chico de Assis, com o (Gianfrancesco) Guarnieri. Foi lá que aprendemos com o (Augusto) Boal que era preciso, era urgente que se pusesse o brasileiro em cena”.

No vídeo, Lima relembra de momentos difíceis enfrentados pelos atores durante a ditadura militar e menciona: “Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68, agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve”.

Ao final, Lima Duarte diz: “Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue”. É uma referência a uma fala de um personagem, Pedro Jáqueras, da peça “Os Fuzis da Senhora Carrar” (1937), de Bertolt Brecht, que ele interpretou no Teatro de Arena. O texto da peça diz: “Eu já li, muitas vezes, que as pessoas que não querem assumir nenhuma culpa acabam lavando as mãos em bacias de sangue. E esse sangue, depois bem que se vê nas mãos!”.

Fonte: BNews

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...