União pagará R$ 1,7 mi a família de petista morto por agente penitenciário bolsonarista em 2022

0 36

A Justiça Federal de Foz do Iguaçu homologou um acordo para o pagamento de R$ 1,7 milhão à família do guarda municipal Marcelo Arruda, morto por um agente penitenciário bolsonarista em julho de 2022. O valor corresponde a danos morais e pensões para os quatro filhos proporcionalmente à idade de cada um. O agente penitenciário, Jorge Guaranho, invadiu a festa de aniversário de Arruda, atirando contra ele. Guaranho está preso e aguarda julgamento pelo Tribunal do Júri. A Advocacia-Geral da União informou que processará Guaranho regressivamente para que ele arque com a indenização.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...