Presidente de honra da Mangueira, sambista Nelson Sargento morre aos 96 anos

0 28

Fonte – Bahia Noticias

Internado com Covid-19 há cerca de uma semana, o sambista Nelson Sargento morreu aos 96 anos, nesta quinta-feira (27). Presidente de honra da escola de samba carioca Mangueira, o artista, que estava hospitalizado no Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Rio de Janeiro, encontrava-se intubado e em “estado grave”, na UTI.

“O paciente foi transferido para a UTI no último sábado (22), apresentando piora do padrão ventilatório e hipertensão, assim respirando com auxílio de máscara de oxigênio”, informava boletim médico, divulgado na quarta-feira (26).

Nascido em 25 de julho de 1924 e batizado como Nelson Mattos, Sargento conheceu o samba na infãncia no morro do Salgueiro, desfilando e tocando tamborim na escola “Azul e Branco”.

Na adolescência, o sambista teve o talento reconhecido por Alfredo Português, compositor da Mangueira, com quem compôs o samba-enredo “Primavera”, conhecido como “As quatro estações”, em 1955.

Já nos anos 1960, ele integrou o grupo A Voz do Morro, ao lado de Paulinho da Viola, Zé Kéti, Elton Medeiros, Jair do Cavaquinho, José da Cruz e Anescarzinho.

Nelson Sargento teve como parceiros musicais ainda nomes como Cartola, Carlos Cachaça, Darcy da Mangueira, João de Aquino, Pedro Amorim, Daniel Gonzaga e Rô Fonseca.

Uma das últimas aparições públicas do sambista ocorreu em fevereiro, em um ato simbólico em defesa do carnaval, cancelado por causa da pandemia.

“Todos nós estamos um pouquinho tristes por não ter desfile, mas foi melhor assim. Temos que estar todos vacinados para fazermos um grande carnaval em 2022”, disse ele, na ocasião.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...