Editorial: Fim da novela entre o PT, PROS e o PP; Partido REPUBLICANOS era o bandido ou mocinho?

0 718

Nem durante o processo para a escolha de um novo representante de Deus na terra teve tanto drama, suor, estresse e muito “disse me disse”, quanto a feita pelo Partido dos Trabalhadores para a indicação mais do que previsível do ex-Secretário de Saúde, Meio Ambiente e Infraestrutura da cidade de Lauro de Freitas, o médico Dr. Vidigal Cafezeiro (REPUBLICANOS), que agora compõe a chapa da então prefeita e pré-candidata à reeleição Moema Gramacho.

A “fumaça branca” saiu anunciando sem muito estardalhaço na imprensa local e sem ao menos provocar qualquer reação de surpresa no meio do eleitorado e toda essa “parafernália” durante o processo só serviu para demonstrar o quanto a base petista na cidade anda disputando espaço entre os seus “agraciados” e seus infelizes correligionários, que não parecem ter ficado satisfeitos com a escolha da baixinha.

Na parada de “insucessos”, os nomes do vereador Antônio Rosalvo (PP) e do “mocinho sapeca”, Felipe Manassés (PROS), estiveram o tempo inteiro beirando a boquinha na chapa mas… como “dois e dois são cinco”, Dr. Vidigal aparece e rouba a cena.

Curiosamente, tanto Rosalvo quanto Felipe Manassés, fizeram das suas para “abrirem mão da concorrência”. O mais estranho disso tudo é que nessa novela que teve alianças entre rivais (Moema e João Leão), estratégias de mudanças de partidos feitas por Vidigal e Rosalvo e o protagonismo sem querer afirmar a “forçação de barra” de Manassés após ter um vídeo detonando a gestão.

Rosalvo por sua vez, afirmou querer mesmo concorrer a uma das cadeiras da Câmara Municipal de Lauro de Freitas. O que resta saber agora é o seguinte:

De quem realmente Felipe Manassés (PROS), Mirela Macedo (PSD) e Marcelo Santana (MDB) vão retirar o maior número de votos nesta campanha que já começou?  Moema Gramacho (PT) ou Teobaldo Costa (DEM)?

Fonte: Burburinho News

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comentários
Loading...